Notícias

PCMG promove evento educativo e doação de sangue em prol das vítimas de trânsito


Por Detran-MG
19/05/2022 16:00:00 - Atualizado Há 2 meses

 A ação faz parte do Maio Amarelo que, neste ano, traz o tema “Juntos Salvamos Vidas”.

 

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), por meio do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), realizou, nesta quinta-feira (19/5), um evento pela paz no trânsito, no Parque Municipal Américo Renné Giannetti, em Belo Horizonte. A ação faz parte do cronograma previsto pela Operação Integrada Maio Amarelo, realizada pelas forças de segurança do estado, que objetiva alertar sobre os impactos dos acidentes de trânsito e estimular uma mudança de postura tanto do motorista e motociclista, quanto do pedestre – no mês de mobilização internacional. Este ano a campanha traz o tema “Juntos salvamos vidas”.

A programação do evento, que contou com a participação de outras forças de segurança Pública do Estado, incluiu atividades lúdicas voltadas para a educação de trânsito, apresentação musical da banda do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), palestras e uma caminhada pelo parque. Com o objetivo de ajudar na recuperação daqueles que sofrem com sequelas de acidentes, o Detran-MG também firmou parceria com a Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Minas Gerais (Hemominas) para incentivar as doações de sangue.

O diretor do Detran-MG, delegado Eurico da Cunha Neto, ressalta que a iniciativa aproveita o contexto do mês que incentiva a educação e a solidariedade no trânsito para reforçar a importância de doar sangue. “O sangue é essencial para os atendimentos de urgência, como os casos de acidentes de trânsito com vítimas. Com esse ato altruísta e humanitário, podemos fazer a diferença na vida de muitas pessoas”, afirma.

A coordenadora Integrada de Política de Segurança no Trânsito, Christianne Marcolino, concorda que “a participação social para a reposição de estoques de sangue é de suma importância, já que muitas vítimas de trânsito chegam em estado grave nos prontos socorros dos hospitais e esta atitude pode salvar vidas”, observa.

“As campanhas e ações são oportunidades de divulgação da doação voluntária de sangue. Quando realizadas em parcerias com instituições possibilitam maior visibilidade, promovendo a responsabilidade social e mobilização da população diante da importância desse ato, sendo essa uma fundamental estratégia de conscientização para a cultura da doação voluntária de sangue e manutenção dos estoques de sangue”, destaca Hellen Dupim, responsável pelo Setor de Captação do Hemocentro de Belo Horizonte (HBH).

Durante o evento, os participantes assistiram palestras do médico Gerson Cavalcante e da nutricionista Cecília Resende. As atividades físicas foram conduzidas pela médica e coordenadora de Lian Gong da Secretaria Municipal de Saúde, Luiza Hanashiro, e pelo educador físico Ricardo Donizete. A ação teve o apoio da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte (GCMBH), Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DERMG), Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) e da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH).

Divulgação PCMG
Divulgação PCMG

 

Quem pode doar sangue

 

Para fazer a doação e participar da campanha durante o Maio Amarelo, é necessário ter entre 16 e 69 anos, estar em boas condições gerais de saúde e pesar acima de 50 kg. Jovens de 16 e 17 anos podem doar, acompanhados pelo responsável legal ou portando autorização do mesmo. A partir de 61 anos, o candidato à doação precisa comprovar a realização de pelo menos uma doação anterior. É importante estar bem descansado e não ter ingerido bebida alcoólica 12 horas antes da doação.

 Essas pessoas devem ainda possuir estilo de vida saudável, não ter tido hepatite após os 11 anos e não se expor a situações com risco acrescido para aquisição de doenças infecciosas e sexualmente transmissíveis. Também não podem doar sangue pessoas que fizeram tatuagem, sobrancelha definitiva, botox e piercing nos últimos 12 meses.

Os requisitos, bem como situações particulares, estão descritos detalhadamente no portal da Hemominas (http://www.hemominas.mg.gov.br/doacao-e-atendimento-ambulatorial/doacao-de-sangue/condicoes-e-restricoes).

A Fundação Hemominas fica na Alameda Ezequiel Dias, 321, Santa Efigênia – Belo Horizonte.

Divulgação PCMG
Divulgação PCMG

Clique AQUI, para fotos do evento. 

 

-
Acompanhe o facebook e o instagram do Detran-MG! 
Assessoria de Comunicação – Detran-MG/PCMG